quarta-feira, 28 de maio de 2014

Governistas x Oposicionistas

Por Anonymous Rio

A situação e a oposição não possuem diferenças, podem brigar mas compartilham o mesmo sangue, os mesmos objetivos: Conquistar poder e grana.


Essa imagem feita pelo Cartunista Latuff é apenas ilustrativa, por tucanos entendam toda a multidão dos #ForaPT e por PT entenda todas as coligações que hoje fazem parte da base governista. Sim, seguiremos a ideia bipartidária que hoje domina a concepção dos governistas e oposicionistas brasileiros.

Peguemos um oposicionista famoso, o Jair Messias Bolsonaro, adorado por todos os militares e direitistas convictos, defensor da ordem e dos bons costumes, que bate carteirinha na mídia ao defender a ordem e o aumento da segurança por mãos de ferro tem nada mais, nada menos que 66,7% de faltas na CESEGUR - Comissão de Segurança Pública, 86,4% de faltas na CSPCCO - Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado e 100% de falta na SUBOPOL - Subcomissão Permanente para a Investigação de Denúncias e Acompanhamento de Operações Policiais sobre Crime Organizado, Tráfico de Drogas e Armas, Contrabando, Crimes em Fronteiras, Pirataria, Corrupção, Lavagem de Dinheiro, Violência Rural e Urbana e Situações Conexas Pertinentes à Segurança Pública, todas comissões que faz parte.

Conseguem compreender que discursos bem elaborados são fáceis de fazer? Escolher uma determinada demanda popular e explora-la ao máximo, usando seus fieis convictos é fácil demais.

Querem outro exemplo de oposição? Marcelo Freixo, que é sempre o primeiro a pular fora quando a situação complica, não foi difícil para ele se juntar ao Jair Bolsonaro e assinar a CPI do "Vandalismo", aquela mesmo que prometia perseguir e ainda promete servir como um verdadeiro caça as bruxas.

Falar dos governistas se torna até complicado quando de fato não aparecem tanto, mas estão aí, os observem, parece óbvio lembrar que todos eles estão fervendo de ódio e colocando numa só caixinha todos os que são contra a Copa, enaltecendo as vantagens maquiadas que só eles enxergam, condenando toda a massa desfavorecida e prejudicada pelas diversas remoções e até mesmo as mortes dos operários, esses dias mesmos compartilhamos um print de um rapaz que usando a foto do Che Guevara, criticava os ocupantes da Odebrecht, a construtora milionária e patrocinadora da campanha dos seus supostos ídolos de esquerda. Aliás, nisso ambos concordam (governistas e direitistas convictos), acreditam que o atual governo é de esquerda, enquanto favorecem grandes corporações e fecham com um lucro absurdo para os bancos brasileiros.

Todos esses ditos representantes do povo não são mais do que parasitas que usam o desespero e a cultura do super-herói para garantir seus privilégios.

Está na hora de pararmos de legitimar tomadores de decisão e fazer do povo pessoas capazes e conscientes o suficiente para decidirem sobre seus destinos sem ser agredido, preso e ameaçado quando ousarem colocar em voga poderes absolutos e autoritários, colocando em risco a soberania travestida de democracia daqueles que sempre foram os únicos tomadores de decisão, por um bando de tecnocratas que terão seu emprego garantido nos bancos ou parlamentares cujo as campanhas são financiadas por estes.

O que vai mudar não é a troca de governo, tal como não se muda um jogo somente mudando as peças, o que vai mudar é quando o povo começar a perceber que precisa ser seu próprio herói. Não seja massa de manobra em briga de oposição.

Quem quiser conferir o que falamos sobre o Bolsonaro: http://www.excelencias.org.br/@parl.php?id=483&cs=1

Blogs que eu acompanho